quarta-feira, 29 de maio de 2013

Uma estranha conexão

Dennis Wilson

Há alguns dias, falamos aqui no blog sobre o filme "Corrida sem Fim", que contou com a participação exclusiva de Dennis Wilson. Mais conhecido como fundador e baterista dos "Beach Boys", era o único da banda que realmente surfava. Foi ele, inclusive, que incentivou seu irmão, o vocalista Brian Wilson, a compor músicas sobre praias e garotas.

Mesmo sendo considerado o membro mais rebelde do grupo, Dennis era tido como o coração da banda, um artista bastante versátil, que também escrevia e ainda se aventurava entre o piano e os microfones nos shows. Durante uma festa, compôs com Billy Preston o clássico "You Are so Beautiful", eternizado na voz de Joe Cocker.

Sua carreira ficou marcada, no entanto, por uma estranha conexão com um assassino em série. Essa passagem teve início meio que por acaso, depois que Dennis deu carona para duas garotas desconhecidas. Após a sessão de gravação de um trabalho, que se encerrou as 3 da madrugada, ficou surpreso ao reencontrá-las no interior de sua residência, acompanhadas de um homem barbudo e uma dezena de pessoas.

Tratava-se da "Família Manson" e seu líder, um lunático chamado Charles Manson. O baterista chegou a se afeiçoar ao grupo, e ainda tentou ajudar na carreira artística de Manson, lhe apresentando a pessoas importantes do ramo fonográfico. Ainda convenceu seus parceiros do Beach Boys a gravarem uma das composições de Manson no álbum "20/20", o que maculou para sempre a imagem da banda.

Ele não sabia que estava diante de um bárbaro e psicopata, que entraria para a história como um dos maiores assassinos em série dos Estados Unidos. Filho indesejado de uma prostituta, Manson passou a infância e a adolescência morando em bordéis com sua mãe. E depois que ela foi presa por assalto a mão armada, morou uns tempos com um tio, que o vestia de menina.

Não demorou e o adolescente problemático entrou para o mundo do crime, praticando roubos, estupros de homossexuais e fraudes de diversos tipos. Depois de cumprir pena, se mudou para São Francisco durante os anos 1960, onde se deu início ao culto à sua imagem.

Formada em sua maioria por mulheres, a "Família Manson" se estabeleceu em uma fazenda, onde passou a ser preparada por seu mentor para uma "batalha". Completamente fora de si, Manson acreditava ter ouvido na música "Helter Skelter", dos Beatles, profecias apocalípticas de uma guerra racial. 

As coisas fugiram completamente do controle em 1969, quando dois de seus seguidores assassinam um produtor de discos. Em seguida, o próprio Manson, acompanhado de um grupo de neuróticos, invadiu a casa do cineasta polonês Roman Polanski, onde se iniciaria a "tal" batalha.

A atriz Sharon Tate, mulher do cineasta, grávida de oito meses, pagou com a própria vida. Mais tarde, um casal também foi assassinado. Foram cinco assassinatos num mesmo dia. Manson e mais dez de seus fiéis foram responsabilizados e condenados à prisão perpétua pelas mortes. 

Quando os crimes aconteceram, Dennis já não tinha qualquer relação com os bandidos. Ele havia rompido com o grupo antes das ondas de assassinatos, sem sequer brigar pela posse de sua casa.

Vale lembrar que o baterista se suicidou aos 39 anos, em 1982, afogado nas águas de Marina Del Rey, local onde ficava atracado o seu barco, que funcionava também como residência. Wilson passava por uma forte crise de depressão, sem conseguir superar seus problemas financeiros e amorosos. 

Anos mais tarde, Manson mostrou sua amargura com o músico durante uma entrevista na prisão  "Dennis Wilson foi assassinado pela minha sombra, porque ele tomou a minha música e não me pagou. Além disso, mudou a letra da minha canção".

Após encontrado, as autoridades devolveram o corpo de Dennis Wilson ao mar, que ele tanto amava, atendendo um pedido da família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário