quarta-feira, 10 de julho de 2013

Teorias...


Após ser agraciado com o Oscar, Frank Sinatra aceitou interpretar um assassino profissional em "O Meu Ofício é Matar" (Suddenly / 1954). Na época, o filme foi responsável pela quebra de um verdadeiro tabu, pois ilustrava o sentimento de medo dos americanos de que matassem seu presidente durante a guerra fria.

Reza a lenda que Lee Harvey Oswald teria se inspirado neste filme na véspera de matar o presidente John Kennedy. Quando Sinatra soube disso, fez tudo para proibir a circulação do filme. 

Tudo em vão. Com os anos a situação só piorou e o filme se proliferou. Os produtores se esqueceram de renovar o "copyright" e a obra passou a ser de domínio público. Qualquer pessoa poderia exibir ou produzir cópias da produção. Muitas das que circulam por aí são simplesmente piratas. 

Na estória, o presidente dos EUA resolve dar uma passada na cidadezinha de "Suddenly" antes de ir para uma fazenda. O forte esquema de segurança não consegue impedir que o atirador John Baron (Sinatra) invada um indefeso lar e coloque-se em posição de atentar contra o figurão. 

Um filme que vale ser visto, principalmente pela surpreendente atuação de Frank Sinatra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário